Páginas

14.9.09

Passou...


Agora eu sei porque eu ainda insistia em você. Eu tinha uma imagem construída de você. Que eu não sei de onde veio, mas sei que não me deixava ver o verdadeiro você. Eu sei que a culpa é minha. Primeiro por não ter parado enquanto eu pude e segundo por me deixar enganar todo este tempo.

Na verdade eu acho que nós dois aprendemos algo sobre cada um hoje à noite. E devo dizer que foi interessante te conhecer melhor. Querendo ou não acho que foi para o melhor. Por que aquela ilusão que existia foi apagada. Não tenho mais ao que me apegar.

Obrigada por me mostrar o verdadeiro você hoje. Agora a ilusão sobre a verdadeira Anne, eu realmente acho que você me deu um grande papel. Se agarre a ele, porque definitivamente você não vai conhecê-la tão cedo. Até porque parece que eu vou demorar de “crescer e deixar de ser essa menininha, rodeada de idiotas, que só irritam as pessoas”.

Foi divertido enquanto durou, ou não durou, na verdade. Mas agora passou. Sem mais futuros incertos. O futuro agora tá bem claro. E eu acho que você acertou quando disse que as pessoas ainda iam ler sobre a gente. Elas tão lendo agora.

Até qualquer dia.

Adeus.

2 comentários:

Anônimo disse...

que blog chato. só podia ser coisa de emo. deleta esse blog...quanta babaquice.

Egideilson Santana disse...

Eu nunca gostei de emos, mas de você, é, eu gosto.

Sobre o post,
Caraca!

Sinto muito pelo sem sorte ao qual este post foi endereçado. Viver é mesmo uma graça.

;)